Aprenda a decorar usando móveis antigos

5 de junho de 2016 1 Comment
móveisantigos

Transforme a decoração da sua casa usando móveis antigos em vários ambientes e descubra o poder desses itens.

O uso de móveis antigos está muito em voga na decoração atual, porque eles dão personalidade aos ambientes e ainda são versáteis, podendo ser usados em todos os cômodos e mesclados com vários estilos.

Além disso, outra vantagem de decorar com móveis antigos é a economia, já que muitas vezes é possível aproveitar peças de famílias ou encontrar itens bem em conta em lojas de móveis usados, antiquários e outros setores especializados.

Apesar disso, algumas pessoas ainda têm receio na hora de decorar com móveis antigos, pois, quando não é realizada da maneira adequada, a decoração poderá ficar com aspecto de showroom ou novela de época.

Se você também gosta de móveis antigos, mas não sabe exatamente como usá-los em sua decoração, veja as dicas exclusivas que separamos para você.

Os móveis antigos e a tendência vintage e retro

móveis antigos 2

De uns anos para cá, a decoração tem se tornado muito mais democrática e permitido a mistura de vários estilos e épocas em um mesmo ambiente, criando uma decoração única e com personalidade.

Com isso, muitos decoradores e arquitetos têm se inspirado em móveis antigos, que já fizeram sucesso principalmente nas décadas de 50, 60 e 70 para compor ambientes.

Muitas vezes, os móveis antigos são reformados, arrumados, repintados e passam a ocupar posição de destaque na decoração. Isso é o que chamamos de ‘vintage’, ou seja, usar um móvel realmente antigo na sua decoração moderna. Ele pode ser um item de família, uma peça garimpada em um brechó, entre outros. Porém, para ser considerado vintage, o móvel ou item de decoração deve ter, pelo menos, vinte anos e estar em bom estado de conservação.

Mas, a gente sabe que nem sempre é fácil encontrar um móvel antigo em perfeito estado, ou ainda não dispomos de tempo, paciência e dons artísticos para reformar a peça e deixa-la pronta para uso. Nesse caso, existem os móveis retros. Eles são peças novas – feitas por fábricas de móveis- porém inspiradas em décadas passadas. Ou seja, é um móvel com cara de antigo, mas que é novinho em folha.

Tanto a decoração vintage como a retro são muito usadas atualmente e, independente do nome, este é um estilo que exige muita personalidade, por isso é indicado para pessoas criativas e para ambientes despojados, que não necessitam de excesso de formalidade.

Além das casas, os móveis antigos também podem compor a decoração de lojas e escritórios, desde que eles combinem com o ambiente e com o que é comercializado no local. Negócios que trabalham com a criatividade e que estão ligados a áreas mais despojadas, podem usar móveis antigos coloridos e com uma pegada mais ousada. Já aqueles que exigem mais formalismo, podem dispor de uma ou outra peça mais clássica.

Quais os tipos de móveis antigos estão em alta na decoração?

móveis antigos 5

Apesar de a decoração estar bem mais democrática, ainda existem tendências que vem e vão com o passar dos anos. Ultimamente, os móveis antigos mais usados são os das décadas de 50, 60 e 70.

Os móveis anos 50 possuem características bem marcantes e são de longe os mais usados nesse tipo de tendência vintage e retro. Estamos falando das cadeiras, sofás e móveis com os famosos pés palitos – finos, fabricados em madeira e levemente voltados para fora.

Além deles, também são característicos dessa década, os móveis mais coloridos, as gavetas inclinadas que dispensavam os puxadores, os sofás horizontais e mais ‘sequinhos’, as bases torneadas para todos os tipos de móveis e os acabamentos contrastantes presentes nas superfícies de madeira.

Na década de 60, os móveis passam a se tornar um pouco mais pesados e é a fase do uso de madeiras como jacarandá e mogno. Essa também é a época do rock’n’roll, da liberdade e das manifestações de vanguarda. Por isso mesmo, o design de interiores começa a se modificar.

As influências hippies são bem fortes nesse período, com a poltrona Sacco, de Cesare Paoloni e Franco Teodoro – o que conhecemos hoje como pufe- se tornando muito presente nas residências, os móveis de vime, a cadeira Eureka, entre outros.

Esse também foi o período da explosão das cores, com os famosos fogões pequenos e coloridos, as geladeiras robustas de cores marcantes e os papéis de parede.

Nos anos 70, o disco e a presença das figuras psicodélicas tomam conta das artes. Os móveis de madeira com pés palitos retornam, porém com estofados com cores vivas e estampas mais ‘gritantes’, as estantes, prateleiras e racks modulares também ganham espaço. Além disso, era considerado moderno seguir várias linhas de decoração, por isso peças de plástico e acrílico conviviam tranquilamente com outros itens como almofadões indianos, móveis de vime da década de 60, entre outros.

Além dessas décadas, existes os móveis antigos considerados clássicos – que nunca saem de moda-. Eles remetem aos séculos XVI e XVIII na França e na Inglaterra. São peças mais suntuosas e luxuosas, que lembram itens dos antigos palácios.

Dicas para usar os móveis antigos na decoração

– Mescle itens modernos com os móveis antigos

móveis antigos 6

Uma forma de evitar que a sua casa se torne um showroom de antiquário é mesclar os móveis antigos com outros modernos. Na sala de estar, por exemplo, você poderá escolher uma peça chave mais antiga (como uma mesa de centro ou um sofá com pé palito) e compor o restante do ambiente com itens modernos, com design reto e com materiais mais sofisticados.

O contrário também pode ocorrer. Você poderá montar a base do seu ambiente com móveis antigos e mesclar alguns itens modernos para dar contemporaneidade. Por exemplo, na sala de jantar, você poderá apostar em uma bela mesa antiga e um aparador da década de 50, mas usar cadeiras modernas, com estofados coloridos, o que irá trazer mais jovialidade ao ambiente.

– Mude a função dos móveis antigos

móveis antigos 4

Outra maneira muito simples de deixar seu móvel antigo com uma pegada mais moderna é modificar a sua função. Por exemplo, você poderá usar uma cristaleira para guardar livros no seu home office, ou então uma cômoda alta e pequena como mesa de canto da sala.

As opções de novos usos são inúmeras e nada impede que você modifique esses usos de tempos e tempos, alterando a sua decoração com frequência.

– Dê novas cores aos móveis antigos

móveis antigos 7

Caso você decida reformar seu móvel antigo, que tal dar uma nova cor a ele? Hoje, os móveis antigos coloridos estão em alta na decoração e você poderá usá-los como ponto de destaque em qualquer ambiente.

Móveis antigos pintados com cores mais vibrantes deixam o ambiente moderno e alegre. A técnica pode ser usada em várias peças, como poltronas, mesas de centro, mesas laterais, cadeiras e o que mais você quiser personalizar.

– Não se esqueça dos itens de decoração

móveis antigos 9

Muitas vezes na hora de compormos os ambientes ficamos focados apenas nos móveis antigos e esquecemos que existem vários outros itens que ajudam a deixar a decoração mais personalizada.

Por isso, lembre-se de usar os itens de decoração para conseguir dar a sua casa uma pegada mais vintage ou descolada. Se você tem poucos móveis antigos em destaque no seu cômodo, use mão de objetos como malas antigas (que podem servir de mesa de centro, banqueta ou criado mudo, por exemplo), espelhos com molduras envelhecidas, pôsteres e quadros de artistas de várias épocas, porcelanas para a cozinha e, claro, telefones, relógios, televisores e rádios antigos.

– Móveis antigos de décadas e estilos diferentes

móveis antigos 1

Se você vai usar vários móveis antigos para decorar o mesmo cômodo a dica é escolher apenas dois estilos que mais lhe agradem e tentar fazer com que ambos se misturem, como se fizessem parte de um só estilo. Isso ajudará a dar unidade a sua decoração, além de mais fluidez e beleza, deixando o cômodo mais agradável aos olhos.

Para isso, una materiais, cores e acabamentos, evitando que o ambiente fique cheio de elementos visuais destoantes. Por exemplo, se na sala de jantar você irá usar uma mesa provençal e cadeiras dos anos 50, o ideal é que todas tenham um madeiramento minimamente semelhante, dessa forma você terá alguma unidade no cômodo, o que irá favorecer o olhar.

– Móveis antigos que fazem sucesso na decoração

móveis antigos 3

móveis antigos 8

Existem algumas peças específicas que têm sido muito procuradas, principalmente devido a sua versatilidade. São elas:

– bufê com oratória ou arca oratória (ideais para guardar louças e porcelanas na sala de jantar. Além disso, muitas pessoas separam suas partes e acabam usando-os como apoio de cuba e armário de banheiro)

– cristaleiras (que atualmente são usadas para guardar livros, materiais de escritório e outros itens)

– aparadores (que podem ser usados, inclusive, como racks)

– papeleiras e secretárias antigas (podem ser usadas como escrivaninhas, mini armário para quartos pequenos, para guardar itens de artesanato e até como mini bar)

– cadeira com braços (que pode compor a decoração das salas, quartos e afins).

Você viu como os móveis antigos são muito versáteis e se encaixam super bem em qualquer decoração? O que acha de usá-los na sua casa?

 

 

 

você pode gostar

1 Comment

Dicas e ideias para a utilização de móveis e artefatos antigos na decoração – Economia Corrente 7 de julho de 2017 at 11:06

[…] Aproveite a versatilidade dessas peças e, junto com sua criatividade, dê uma renovada no seu lar! Para mais dicas sobre a utilização de móveis antigos na decoração, acesse essa matéria especial. […]

Reply

Deixe uma resposta