Não há produtos que correspondam à seleção.

Designer ,OVO

Uma agenda de metal e pesos para papel marcaram em três dimensões pela primeira vez a ideia deles, 27 anos atrás. 

Foi esse momento que transformou Luciana Martins e Gerson de Oliveira, estudantes de cinema da escola de comunicações e artes (USP), em designers e, foi aí que se consolidou a criação da ,OVO, em 2002, que hoje é um dos estúdios de design mais renomados do país. 

Gerson e Luciana se conheceram na faculdade e já trabalham com mobiliário e objetos decorativos desde 1991. Desde então, já participaram de importantes mostras e o currículo da dupla inclui prêmios como o “&Fork”, da Phaidon, o “Young designer América”, da Daab e o “50 chairs”, editado por Mel Bryars. 

O estilo de móveis da designer ,Ovo pega emprestado alguns elementos de design industrial, por isso você pode encontrar essas peças em ambientes minimalistas, com elementos decorativos e a presença de materiais naturais como madeira e couro.

As peças da dupla de designers compõe o catálogo do Atelier Clássico. Então, conheça mais sobre eles a seguir! 

Conheça mais sobre a ,OVO

Desde que surgiram, há 27 anos, Luciana Martins e Gerson de Oliveira fazem um trabalho que caminha entre uma linha tênue entre design e arte. Sem medo de inovar, experimentar e abrir caminhos, eles primam por uma criação inteligente. 

Seus objetos conseguem unir a concisão com a capacidade de surpreender. Por exemplo, a cadeira que se esconde num cubo preto e se revela apenas ao receber o corpo do usuário, bolas de sinuca de que são deslocadas para servirem de cabides, planos que desenham percursos múltiplos. 

São inúmeros exemplos de uma produção que instiga e confunde a nossa percepção, fazendo com que o nosso relacionamento com os objetos não seja de uso imediato e sim de fruição que antes do primeiro contato, vai trazendo novas ideias á medida que o tempo passa. 

Com essa capacidade a ,OVO busca oferecer muito mais do que apenas a sua função, ela brinca com nossa percepção e nos faz imaginar, com seus parâmetros ela mostra seu trabalho artístico, tornando suas criações em algo para usar, mas que também pode ser colecionado. 

Por mais impressionante que sejam à primeira vista, as peças se relevam como perfeitamente funcionais e isso acaba sendo o elemento surpresa. Uma confirmação de que eles não deixam de ser designers. 

Essas peças são conhecidas como mutantes e, permitem diversas combinações e disposições, para necessidades e vontades que mudam ao longo da vida ou apenas no dia. Em muitas, podemos ver o desdobramento da sua forma ou função. 

Essas peças podem estar no chão e simplesmente subir pelas paredes e após voltam a sua posição original no chão ganhando novas utilidades em cada momento do percurso. Alguns exemplos dessas peças são:

 

  • Cabideiros;
  • Prateleiras;
  • Bancos;
  • Mesas;
  • Cadeiras;
  • Sofás;

Entre outros.

Todos esses objetos são híbridos, dinâmicos, flexíveis e que rompem a fronteira da sua denominação. A liberdade se mostra também na escolha dos materiais. Eles variam entre, metais como aço, inox, alumínio e ferro, as madeiras, maciça, laminada ou mdf. A Designer ,OVO também utiliza materiais como os tecidos, vidros e acrílicos e não deixam de lado o uso das cores. 

Sem cair na mesmice do modernismo como foi por anos, os móveis e objetos desenvolvidos por Luciana Martins e Gerson de Oliveira têm a clareza de pensamento e de construção, eles buscam uma forma justa e sintética para a criação divina que escolheram para dar nome a seu estúdio como uma profissão da fé: OVO

Seguindo o exemplo de haikais concisos e surpreendentes, comunicam a contemporaneidade e, ao mesmo tempo, parecem destinados a ultrapassar o tempo em que foram criados. 

Trajetória ,OVO 

Em 1995, o escritório de designer ,OVO recebeu seu primeiro Prêmio Design, do Museu da Casa Brasileira, com a Poltrona Cadê, uma das peças mais marcantes do portfólio da dupla. Ainda conquistaram menções e prêmio no mesmo concurso a Mesa Camelo (1998), o Cabideiro Uevos Revueltos (2005) e a Linha Tiras (2010). 

Em seguida, vieram outros prêmios e exposições nacionais e internacionais. Assim em 2011 foi publicado um livro sobre o trabalho da dupla. 

Hoje já são mais de cem linhas em produção entre objetos, mobiliários, luminárias e híbridos num ritmo de dez lançamentos por ano. Em 2017 a dupla dobrou a sua média de lançamentos. 

A leveza visual, a clareza do projeto e interatividade do usuário com os objetos são as peças que marcam a sua produção. 

Processo de criação

Sem seu uma decisão o processo de criação na ,OVO acaba sendo uma prática livre, eles pensam no diferencial marcante do que é a linha principal e isso a chave para a leitura do trabalho.

No início a produção era manual, mas com a crescente demanda eles optaram por chamar técnicos e especialistas para manter a criação generalista. 

Mesmo assim, eles continuam tendo ideias e buscando parceiros que fabriquem e distribuam suas peças, como é o nosso caso. De oito anos para cá, uma nova realidade vem se consolidando. Espaços coletivos, corporativos ou para instituições culturais abertas ao público ganham força. 

Em 2017 começou a sair do papel o projeto mais ambicioso de espaço coletivo: a construção do novo Teatro Cultura Artística, que pegou fogo em 2008. O projeto do novo teatro é o escritório Paulo Bruna. 

Com previsão de conclusão em 2020, o novo teatro terá sinalização, mobiliário e objetos para nove espaços de autoria da designer ,Ovo. Uma ideia que estava no projeto de Levi vai ser reeditada, e nas laterais, um café e uma livraria devem ficar abertos durante o dia. 

Os móveis da designer ,OVO possuem um estilo bem minimalista que podem compor a decoração de qualquer ambiente, esses móveis podem ser os pontos mais importantes da sua casa, de fato um local para que você possa relaxar depois de um longo dia de trabalho. 

Quer ficar por dentro de todas as nossas novidades? Então assine a nossa newsletter e receba tudo de bandeja em seu e-mail.

 

 

 

Índice
Baixe o APP grátis!
Não vai ocupar espaço no seu telefone.